O Jagunço das Lavras Diamantina: Bravura e Destemor em Montalvão, de Américo Chagas

Conteúdo do artigo principal

Fernando da Silva Monteiro

Resumo

Resumo: O presente trabalho traz um estudo sobre a representação do jagunço na obra “Montalvão”, de Américo Chagas. Apresenta breves dados biográficos do autor e, em seguida, debate o conceito de jagunço a partir das formulações de Nina Rodrigues e Euclides da Cunha, além de se apoiar no aporte teórico de Lilia Moritz Schwarcz, Mariza Côrrea e Ricardo Ventura Santos como forma de pontuar estes dois intérpretes do Brasil, em suas definições sobre a figura do jagunço. Em seguida, discute a noção de mestiço sertanejo, comumente apresentada como o jagunço. Apresenta também a definição de jagunço das Lavras Diamantina trazida por Claudionor de Oliveira Queiroz e por fim, esboça um perfil da figura do jagunço Montalvão a partir da narrativa homônima de Américo Chagas. Este artigo se apoiou em revisão bibliográfica dos autores citados.

Palavras-chave: Jagunço; Sertanejo; Américo Chagas; Montalvão; Chapada Diamantina.

Detalhes do artigo

Como Citar
Monteiro, F. da S. (2021). O Jagunço das Lavras Diamantina: Bravura e Destemor em Montalvão, de Américo Chagas. Afros & Amazônicos, 1(3), 78–89. Recuperado de https://periodicos.unir.br/index.php/afroseamazonicos/article/view/6573
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Fernando da Silva Monteiro, Universidade do Estado da Bahia - UNEB.

Professor substituto da Universidade do Estado da Bahia – UNEB / DCHT XXIII, e doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Difusão do Conhecimento (UNEB/UFBA).

Referências

CHAGAS, Américo. Montalvão. 2. ed. Salvador: Secretaria de Cultura e Turismo/EGBA, 1998.

CORRÊA, Mariza. Economia étnica. In: As ilusões da liberdade: a escola Nina Rodrigues e antropologia no Brasil. 2. ed. Bragança Paulista: Editora da Universidade São Francisco, 2001. p. 133-161.

CUNHA, Euclides da. Os sertões. São Paulo: Martin Claret, 2006.

OLIVEIRA, Adary. O turismo na Chapada Diamantina. Disponível em: https://acbahia.com.br/o-turismo-da-chapada-diamantina. Acesso em: 07 jul. 2021.

QUEIROZ, Claudionor de Oliveira. O sertão que eu conheci. 2. ed. Salvador: Assembleia Legislativa, 1998.

RODRIGUES, Raymundo Nina. Os africanos no Brasil [online]. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2010.

SCHÄFER, Fábio Maurício. Imagens e identidades em Os Sertões, de Euclides da Cunha, e Guerra de Canudos, de Sérgio Rezende. 2001. 139 f. Dissertação (Mestrado em Letras) Universidade Federal do Paraná, Paraná, 2001.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. Nina Rodrigues: um radical do pessimismo. In: BOTELHO, André e SCHWARCZ, Lilia Moritz (Orgs.). Um enigma chamado Brasil: 29 intérpretes e um país. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. p. 90-103.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil, 1870-1930. São Paulo: Companhia das Letras, 1993. p. 43-66.

SANTOS, Ricardo Ventura. A obra de Euclides da Cunha e os debates sobre mestiçagem no Brasil no início do século XX: Os sertõe e a medicina-antropologia do Museu Nacional. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 5 supl., jul. 1998. Disponível em: https://www.scielo.br. Acesso em: 07 jul. 2021.