ESTUDANTE DE CANTO COM SINTOMAS DE INCÔMODO EMOCIONAL E FÍSICO AO OUVIR MÚSICA: AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA MUSICAL À LUZ DA NEUROEDUCAÇÃO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26568/2359-2087.2023.5947

Palavras-chave:

Neurociências. , Neuroeducação. , Avaliação diagnóstica.

Resumo

A neuroeducação, como ferramenta avaliativa, dialoga com o tripé: neurociências, educação e psicologia, e tem como foco coletar dados sobre o comportamento e aspectos cognitivos do indivíduo. A experiência relatada neste artigo objetivou elaborar, com base na neurociência, uma avaliação diagnóstica musical para um músico adulto que demonstra incômodo físico e emocional quando ouve a música Coração de Estudante de Milton Nascimento. A partir dos resultados da avaliação, promovemos uma discussão sobre a importância da neurociência na formação docente musical e no processo avaliativo, em geral. A avaliação foi elaborada sobre uma abordagem qualitativa, mediante entrevista estruturada com questões fechadas e abertas e foi aplicada no mês de janeiro de 2020. Os resultados apontaram que o voluntário apresentou sintomas físicos e emocionais considerados por ele negativos, ligados a elementos melódicos da música “Coração de estudante” de Milton Nascimento, mas não apresentou os mesmos sintomas em relação à letra e ritmo da música. A discussão e conclusão oferecem sugestões de medidas para os processos avaliativos musicais baseados em neuroeducação para aprofundamento da prática docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clara Natureza dos Santos Dourado, Universidade Federal de Pernambuco

  Licenciatura em Música; Especialização em Neurociências, Música e Inclusão. Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil.

Viviane dos Santos Louro, Universidade Federal de Pernambuco

  Doutora em Neurociências, docente do departamento de música da Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Brasil  

Referências

AALMENDRA, Rita Luís do Carmo. Relação entre indução do humor através da música e evocação de memórias autobiográficas. Dissertação de Mestrado. 55f. Lisboa, Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida, 2018.

ANTONIO, Vanderson Esperidião et al. Neurobiologia das emoções. Archives of Clinical Psychiatry. São Paulo, v. 35, n. 2, p. 55-65, 2008.

BARCELLOS, Luiz Cláudio M. Promovendo a “neurogamia” na prática de conjunto. Monografia. 53f. Rio de Janeiro, Universidade Cândido Mendes, 2018.

BARRETO, João Erivan Façanha et al. Sistema límbico e as emoções. Revista neurociências. São Paulo, v. 18, n. 3, p. 386-394, 2010.

BRAGA, Adriana Luísa Pinto. Aluno e professor no contexto de aulas de canto: a voz e a emoção para além do dom e da técnica. Dissertação de Mestrado. 124f. Brasília, Universidade de Brasília, 2009.

CARVALHO, Diego de; BOAS, Cyrus Antônio Villas. Neurociências e formação de professores: reflexos na educação e economia. Ensaio - Avaliação e Políticas Públicas em Educação. Rio de Janeiro, v. 26, n. 98, p. 231-247, 2018.

FREITAS, Sirley Leite; COSTA, Michele Gomes Noé da; MIRANDA, Flavine Assis de. Avaliação Educacional: formas de uso na prática pedagógica. Revista Meta Avaliação. Rio de Janeiro, v. 6, n. 16, p. 85-98, 2014.

GROSSI, Márcia Gorett Ribeiro; LOPES, Aline Moraes; COUTO, Pablo Alves. A neurociência na formação de professores: um estudo da realidade brasileira. Revista da FAEEBA-Educação e Contemporaneidade. Bahia, v. 23, n. 41, 2014.

IBC. O que é neuroplasticidade? Instituto Brasileiro de Coaching. Abr. 2018. Disponível em: https://www.ibccoaching.com.br/portal/o-que-e-neuroplasticidade/. Acesso em: 19 nov. 2020.

LIMA, Karine Ramires et al. Trabalhando conceitos de neurociência na escola: saúde do cérebro e plasticidade cerebral. Revista Ciência em Extensão. São Paulo, v. 13, n. 2, p. 71-82, 2017.

NOGUEIRA, Guilherme Marcos. Círculos de Construção de Paz à luz da Neurociência. Vídeo do YouTube. 40m55s. Ajuris, 19 jul. 2019. Disponível em: https://www.youtube .com/watch?v=B2GKWazMNus&feature=youtu.be. Acesso em: 23 mar. 2020.

OLIVEIRA, Gilberto Gonçalves de. Neurociências e os processos educativos: um saber necessário na formação de professores. Revista Unisinos. São Leopolso RS, v.18, n. 1, p. 13-24 2014.

RODRIGUES, João Carlos. Avaliação Escolar - Modalidades: Diagnóstica, Formativa e Somativa - Aula 4. Vídeo do Youtube, 6m33s. Prof. João Carlos Rodrigues. 23 maio 2019. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=Y6QKkZ6qMuI. Acesso em: 19 mar. 2020.

ROSAT, Renata Menezes et al. Emergência da Neuroeducação: a hora e a vez da neurociência para agregar valor à pesquisa educacional. Ciências & Cognição. Rio de Janeiro, v. 15, n. 1, p. 199-210, 2010.

SANTOS, Calline Palma dos; SOUSA, Késila Queiroz. A neuroeducação e suas contribuições às práticas pedagógicas contemporâneas. Encontro Internacional de Formação de Professores e Fórum Permanente de Inovação Educacional. v. 9, n. 1, 2016.

SANTOS, Laízi da Silva; PARRA, Cláudia Regina. Música e neurociências-interrelação entre música, emoção, cognição e aprendizagem. Psicologia. pt, mar. 2015.

SILVA, Marinalva de Souza Teixeira; TORRES, Cláudia Regina de Oliveira Vaz. Alterações neuropsicológicas do estresse: contribuições da neuropsicologia. Revista Científica Novas Configurações–Diálogos Plurais. v. 1, n. 2, p. 67-80, 2020.

SOUSA, Aline Batista de; SALGADO, Tania Denise Miskinis. Memória, aprendizagem, emoções e inteligência. Revista Liberato - Educação, Ciência e Tecnologia. Novo Hamburgo. v. 16, n. 26, p. 141-151, jul./dez. 2015.

SOUZA, Lirani Firmo Da Costa et al. A neurociências e suas interfaces com a educação: a neurobiologia das emoções e sua importância no processo de ensino-aprendizagem. Caderno de Graduação-Ciências Humanas e Sociais-UNIT. Alagoas. v. 5, n. 2, p. 29, 2019.

TULVING, Endel et al. Episodic and semantic memory. Organization of memory. v. 1, p. 381-403, 1972.

Downloads

Publicado

25/12/2023

Como Citar

DOURADO, C. N. dos S.; LOURO, V. dos S. ESTUDANTE DE CANTO COM SINTOMAS DE INCÔMODO EMOCIONAL E FÍSICO AO OUVIR MÚSICA: AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA MUSICAL À LUZ DA NEUROEDUCAÇÃO . EDUCA - Revista Multidisciplinar em Educação, [S. l.], v. 10, p. 1–20, 2023. DOI: 10.26568/2359-2087.2023.5947. Disponível em: https://periodicos.unir.br/index.php/EDUCA/article/view/5947. Acesso em: 24 maio. 2024.

Edição

Seção

Relatos de Experiências